sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Professora reclamava de aluno e avisou a direção

Criança de dez anos atira em professora e depois se mata com tiro na cabeça
Léo Arcoverde e Folha de S.Paulo
do Agora
A professora Rosileide Queirós de Oliveira, baleada pelo estudante David Mota Nogueira, reclamava do comportamento do aluno em sala de aula e comunicou o fato à direção da escola.
A professora trabalha desde 2005 na rede municipal de São Caetano.
O relato foi feito ontem por Luiz Eduardo, namorado de Rosileide, a emissoras de TV e de rádio.
"Ela comentava sobre esse aluno, dizia que ele tinha problemas psicológicos, e não deveria estar naquela sala, e sim em um colégio especial. Era hiperativo e maltratava os colegas", disse em uma entrevistas.
Luiz Eduardo contou ter recebido a notícia de que a namorada havia sido ferida ao ouvir um programa de rádio.
"Liguei no celular dela, ninguém atendia. Até que uma coordenadora atendeu e disse que era minha namorada quem havia sido baleada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário