segunda-feira, 30 de abril de 2012

Tudo sobre Demóstenes o “probo” II - Escutas telefônicas Operação Monte Carlo


Publicado Brasil247.com

TELEFONE NOME DO ALVO

316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
JUNINHO X CARLlNHOS(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
07/07/201110:45:09 07/07/2011 10:45:44 00:00:35
ALVO INTERLOCUTOR
316010027445095 316010027447034
RESUMO
ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
316010027447034 R
CARLINHOS diz que fecharam em UM E DUZENTOS. JUNINHO pergunta se são as de hoje.
CARLINHOS confirma e diz que tem de arrumar tudo, o WLADMIR está com a relação .
DIÁLOGO
CARLINHOS: Ó, fechamo aqui 1 e 200, tá ?
JUNINHO: A féria de hoje?
CARLlNHOS:É, mas tem que arrumar tudo ai, viu? O WLADIMIR tá com a relação ai.
( ... )
ENCERRADA
=================================--==================================--=
TELEFONE NOME DO ALVO
3160 I 0027445095 CARLOS AUGIJSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
CLÁUDIO X CARLlNHOS(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
07/07/201110:48:12 07/0712011 10:52:15 00:04:03
RESUMO
CLÁUDIO diz que alguém que entregar negócio do JUQUINHA que comprou uma fazcnda em CRIXÁS.
CLÁUDIO diz que está com o JÚNIOR e que o PAGÔ quer abrir a boca.
DIÁLOGO
CARLINHOS: Fala CLÁUDIO. CLÁUDIO: Quem que tá puto com O JUQUINHA que quer entregar aquele negócio daquela fazenda que
ele comprou em NOVA CRIXÁS?
CARLINHOS: Como é que é?
CLÁUDIO: Quem que lãlou pra nós que tá puto com o JUQUINHA com o negócio daquela fazenda que
ele comprou em NOVA CRIXÁS?
CARLINHOS: Não, não sei não uai, ele não falou isso pra mim não, eu nem sabia diso não.
CLÁUDIO: Ah cara, acho que você não prestou atenção, foi aquele dialá na casa do OLHO DE VIDRO.
CARLINHOS: Na casa de quem?
CLÁUDIO: No jantar de terça .
( ... )
CLÁUDIO: ( ... ) eu tô com o JUNIOR aqui, é, é, ele recebeu informação da fazenda por e-mail, cara.
( ... )
CLÁUDIO: Ele tá contando aqui que o PAGÔ tá doidinho pra abrir a boca.
CARLINHOS: Ó, não fala nada do DEMÓSTENES ai, não.
( ... )
CLÁUDIO: ( ... ) Deixa eu falar, fala com o JOÃO ai, vê se tem esse dociê, cara, da fazenda do
JUQUINHA.
CARLINHOS: JOÃO BOSCO?
CLÁUDIO: Vê quem que tem, cara, porra é bom pra caralho pra acabar de matar o JUQUINHA.
( ... )
ENCERRADA
TELEFONE
6293391661
NOME DO ALVO
CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENT ÁRIO
BOTINA X CARLINHOS(PLX)
• DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
07/07/201110:49:05 07/07/201110:50:18 00:01:13
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
A
RESUMO
BOTINA pergunta pelo negócio do promotor. CARLINHOS pergunta se é o HAMILTON ...
TELEFONE NOME DO ALVO
3 I 60 I 0027445095 CARLOS A UGUSTO DE ALMEI DA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
CARLINHOS X WLADMIR(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
07/07/201 I 11:04:56 07/07/201 I 11:05:17 00:00:21
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
316010027445095 316010027450381 316010027450381 R
RESUMO
WLADMIR diz que o LEONARDO (VILELA) confirmou sua presença no jantar na casa de
DEMOSTENES 8 horas .
TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
CLÁUDIO X CARLlNHOS(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
07/07/201 I I 1:08:05 07/07/201 I I 1:08:57 00:00:52
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
316010027445095 316010027459804 316010027445095 R
RESUMO
CLÁUDIO pergunta sobre dossiê da fazenda do JUQUINHA ...
DIÁLOGO
CARLINHOS: OI.
CLÁUDIO: Você conseguiu levantar esse negócio ai do dociê lá com ° JOÃO?
CARLINHOS: Já mandei atrás.
( ... )
CLÁUDIO: ( ... ) que hojejá é quinta e se tiver jeito, a gente precisa desse tem hoje, pra montar a fogueira.
( ... )
ENCERRADA
TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
WLADMIR X CARLlNHOS(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
07/07/201121:41:32 07/07/201121:44:40 00:03:08
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
3160 I 0027445095 316010027450381 316010027450381 R
RESUMO
WLDMIR fala sobre fazcnda MONTARIA, do esquema do BANCO CENTRAL dossiê (JUQUINHA) .
DIÁLOGO
CARLINHOS: Oi
WLADI M IR: Ele disse que vai tentar amanhã organizar isso pra nós, não quis falar, diz que é uma pessoa
que falou, mas não falou o nome, assim, ai diz que ia atrás, entendeu? Parece que foi a MONTARIA.
CARLINHOS: Hummm, foi FAZENDA MONTARIA?
WLADIMIR: MONTARIA. Você lembra que naquele esquema do BANCO CENTRAL tava ela naquele
negócio?
CARLINHOS: Lembro, ele comprou ela do BAMERINDUS, não foi?
WLADIMIR: Foi, você lembra que o cara falou pra nós, isso tem dedo do HENRIQUE aposto,
( ... )
CARLINHOS: Quem? Quem que fez?
WLADIMIR: O JOÃO, ai ficou de providenciar, de ir atrás pra mim amanhã. Entendeu? Ele vai ver se
localiza, ai ele deixou, ele falou que é a MONTARIA.
CARLINHOS: Pois é, mas quem tem o dociê? Que ele pediu pra você guardar só pra você?
WLADIMIR: Não, ele não quis falar dejeito nenhum ( ... )
( ... )
WLADIMIR: ( ... ) e dá um toque no SENADOR, CARLINHOS, aquele Irem meu, o trem tá parado, o
SEPÚLVIDA não deu nenhum retorno, já liguei lá uma 3 vezes.
CARLINHOS: Eu falo com ele amanhã ( .. .)
ENCERRADA.
TELEFONE NOME DO ALVO
3160 I 0027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
RESUMO
ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
316010027445095 R
CARLINHOS diz que quem comprou a MONTARIA (FAZENDA MONTARIA) foi o SANDRO
MABEL.
DIÁLOGO
WLADIMIR: Oi CARLlNHO.
CARLINHOS: SANDRO MABEL que comprou ela, viu? A MONTARIA.
( ... )
ENCERRADA
TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁ RIO
WLADMIR X CARLlNHOS(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
07/071201121:48:24 07/07/201121:48:54 00:00:30
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
316010027445095 316010027450381 316010027450381 R
RESUMO
WLADMIR diz que se não é a MONTARIA (FAZENDA MONTARIA) pode ser a outra de 25.000,
DIÁLOGO
WLADIMIR: Pois é, se não é a MONTARIA, então pode ser aquela outra, né? De 25 mil alqueires lá
que era do PEDRO VASQUES.
( ... )
ENCERRADA
TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
WLADMIR X CARLlNHOS(PLX)
RESUMO
WLADMIR diz que o JAIME falou para ir lá IIh30min e que o cara homologou o processo, pra CORAL.
DIÁLOGO
( ... )
WLADMIR: o JAIME falou que ONZE E MEIA é pra mim ir lá, c O cara homologou o processo né, se
homologou, homologou pra CORAL, se a CORAL num fizer a carta de desistência eles que ganha, então
tem que ver que ele mandou eu ir lá ONZE E MEIA, aí eu to fazendo aqui, qualquer coisa ... é ... a gente ...
cancelar essa licitação, que o presidente lá parece que é meio doido mesmo da cabeça, eu to COI11 o
HENRIQUE aqui você ta por aqui?
CARLINHOS: não, mais aí não, aí foi o JAIME também uai. Aí não, fala pro JAIME lá que eu num
agüento o GOVERNO não. Eu desisto viu WLADMIR falando sério.
WLADMIR: é. É ele me chamou lá ONZE HORAS por que disse, segundo ... ta lá, ta ONZE HORAS
com o cara lá. E que vai fazer. Aquele compromisso que o cara tem que desistir, se rez tudo isso que ficou
combinado c ele tirou a proposta, ta dentro do que foi combinado, entendeu? Então ... se o cara retirar,
agora se o cara num retirar, se o cara num retirar essa proposta hoje falando que retirou, a renuncia, ele
tem que ... ele fala não, ai eu vou pro pau com ele. Fala não JAIME ele ta de gozação. Mais pelo jeito vai
tirar. por que na hora que eu falei pra ele que o cara homologou ele já deu um pulo, falou, não pode
deixar, ONZE HORAS vamos resolver isso.
CARLINHOS: então ta bom. Fala pra ele, que, olha aquele trem do Cartório eu já fui passado pra trás nê
você lembra, que era QUINHENTOS, aí... até hoje nós somos porcaria nenhuma, então tudo que tiver
loteado, inclusive ele enfia essa, até o DETRAN no rapo sabe.
WLADMIR: ta pode deixar.
( ... )
(ENCERRADA)
TELEFONE
6293391661
NOME DO ALVO
CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
IGOR X CARLINHOS(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
08/07/2011 09:40:24 08/07/2011 09:41:55 00:0 1:31
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
A
RESUMO
CARLINHOS diz que vai mandar o projeto para o e-mail de IGOR. CARLINHOS diz que hoje vai está
com o Secretário.
TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
CARLINHOS X TENENTE(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
08/07/201109:44:53 08/071201109:45:24 00:00:31
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
316010027445095 316010027449459 316010027445095 R
RESUMO
TENENTE diz que ele (DEMÓSTENES) está recebendo o Ministro PADILHA no hangar do estado .
======================================================================
TELEFONE
6293391661
NOME DO ALVO
CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
BOTINA X CARLlNHOS(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
08/07/201110:06:55 08/07/2011 10:08:00 00:01:05
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
A
RESUMO
BOTINA diz que o Promotor que embargou a obra do via dullO
======================================================================
TELEFONE
6293391661
NOME DO ALVO
CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
• INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
CARLINHOS X HNI(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
08/071201110:10:59 08/07/201110:11:23 00:00:24
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
A
======================================================================
TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
DEMÓSTENES X CARLlNHOS(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
08/07/2011 10:25:56 08107/2011 10:26:40 00:00:44
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
3160 I 0027445095 316010027449459 3160 I 0027445095 R
RESUMO
Combinam enconlrar na DELTA para conversarem .
TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
CLÁUDIO X CARLlNHOS(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
08/0712011 10:42:24 08/07/2011 10:42:58 00:00:34
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO
316010027445095 316010027459804 316010027445095 R
RESUMO
CARLINHOS solieila que CLÁUDIO vá a CRT para encontrarem com o amigo que jantamram ontem
(DEMÓSTENES).
TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
GLEYB X CARLlNHOS(BLX)(PLX)
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
08107/2011 11 :20:55 08/0712011 11 :21 :49 00:00:54
RESUMO
GLEYB diz que o V ALDI R está segurandoa informação, mas o Secretário afinnou que a bilhetagem é
deles.
DIÁLOGO
( ... )
GLEYB: ( ... ) não sei se o V ALDI R falou, porque ele tá segurando essa infonnação, mas ele afirmou lá na
hora, pra você ou pro CLÁ UDIO que é nosso, que a apresentação foi convicente .
( ... )
GLEYB: ( ... ) e o SECRETÁRIO falou pra ele, "se for isso então, essa apresentação for isso que você tá
falando, eu falo pra ele então que é de vocês, a bilhetagem".
( ... )
ENCERRADA
TELEFONE NOME DO ALVO

Juízes querem 'investigação geral' no Tribunal de Justiça de SP


Grupo de desembargadores sob inspeção quer que apurações sejam estendidas a todos


Fausto Macedo - O Estado de S. Paulo
SÃO PAULO - Desembargadores sob inspeção da presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo não aceitam ser os únicos nessa condição. Eles avaliam que os créditos concedidos antecipadamente a todos os magistrados, não importando os valores a eles destinados, também devem ser apurados. Os desembargadores invocam o princípio da isonomia.
O TJ dividiu em três os grupos de beneficiários. Um bloco de cinco magistrados que receberam acima de R$ 600 mil. Outro, de 41 juízes e desembargadores, que ganharam mais de R$ 100 mil. E uma terceira ala, de quase 200 magistrados, contemplados com quantias que oscilam entre R$ 10 mil e R$ 50 mil - estes não foram incluídos na investigação.
"Causa espécie a redução, no atinente aos esclarecimentos requisitados, ao conjunto dos beneficiários de adiantamentos superiores a R$ 100 mil", adverte o desembargador Tarcísio Ferreira Vianna Cotrim, que integrou a Comissão de Orçamento e Finanças da corte e recebeu R$ 631,6 mil de créditos antecipadamente, por férias e licença prêmio acumuladas.
Ao baixar a portaria 01/2012, em 5 de janeiro, o presidente do TJ, desembargador Ivan Sartori, alegou "necessidade de se apurar se os pagamentos dessas indenizações observaram os princípios constitucionais da isonomia e da impessoalidade".
"Diante da adoção, por essa presidência, do piso de R$ 100 mil referente ao valor do eventual adiantamento para, apenas a partir dele serem instaurados os procedimentos apuratórios, o signatário não contém a sua estranheza", protesta Vianna Cotrim, em sua defesa preliminar.
O desembargador é contundente. "Se a preocupação dessa douta presidência é prestigiar os princípios da isonomia, da moralidade e da impessoalidade, por qual motivo tão só infringiriam esses princípios as antecipações superiores a determinada quantia, sendo portanto isonômicos e impessoais os adiantamentos que não chegassem aos R$ 100 mil?"
Categórico, Vianna Cotrim afirma que "é credor de verbas estatais que lhes são devidas". Em sua defesa, ele diz que não se oporá à compensação das antecipações que recebeu, "conquanto observado que referidos descontos se estendam a todos quantos, independentemente das cifras recebidas, hajam sido destinatários finais dos mencionados adiantamentos".
Legalidade. Um ponto em comum marca a defesa dos magistrados cujos pagamentos estão sob inspeção: eles consideram inquestionável a legalidade dos pagamentos de que foram merecedores. "Tais desembolsos antecipados jamais tiveram normatização escrita", afirma Alceu Penteado Navarro, presidente do Tribunal Regional Eleitoral, que dirigiu a Comissão de Orçamento do TJ e recebeu R$ 640,3 mil.
Navarro pondera que "jamais postulou, escrita ou verbalmente, as antecipações que recebeu". "Esses adiantamentos decorreram de ordens explícitas da presidência, ainda que o critério determinante não tivesse sido sugerido ou instituído pelo signatário, ou por qualquer membro da Comissão de Orçamento, voltando-se principalmente a satisfazer necessidades inadiáveis e urgentes do beneficiado, inclusive de natureza médica, física e psíquica, do magistrado então favorecido, ou de seus familiares próximos." 

Pirapitingui volta a ter problemas com refeições a pacientes



Leite puro no café da manhã e almoço às 16h geram reclamações; cozinha do hospital está interditada desde o dia 18

 Jornal Cruzeiro do Sul
Carolina Santana
carolina.santana@jcruzeiro.com.br

Os 260 pacientes e familiares, mais os 80 funcionários do hospital Doutor Francisco Ribeiro Arantes, mais conhecido como Pirapitingui, em Itu, voltaram a enfrentar problemas com alimentação ontem. Com a cozinha interditada pela Vigilância Sanitária desde o último dia 18, as refeições estão sendo entregues por uma empresa terceirizada. Funcionários e familiares de pacientes, que não quiseram se identificar, denunciaram que neste sábado leite puro com meio pão foi servido no café da manhã e que o almoço foi entregue às 16h. Os problemas foram confirmados pela Secretaria de Estado da Saúde, a qual alegou ter sido um problema causado por falta de gás. O nome da empresa contratada para o fornecimento da alimentação e o valor do contrato não foram divulgados.

Temendo represálias por parte da direção, os funcionários preferem ficar no anonimato. Eles informaram que os enfermeiros deram pão que havia sobrado de sexta-feira para os pacientes. "A gente ainda se vira, vai na padaria e toma um lanche, mas muitos deles não têm nem como sair do hospital. É uma judiação", lamentou uma pessoa que trabalha no local. Ainda segundo os funcionários, alguns moradores do hospital - antiga colônia de portadores de hanseníase - têm dinheiro e puderam comprar alimentos, outros, porém, dependem exclusivamente da alimentação fornecida pelo Estado.

Os internos do Pirapitingui contaram ainda com a solidariedade dos vizinhos. Por volta das 15h, uma equipe do Centro de Desenvolvimento do Portador de Deficiência Mental (Cedeme) enviou uma caixa de bananas para quem ainda não havia se alimentado. "Isso foi o que ajudou, pois nem todo mundo tinha conseguido comer. Tinha gente que estava desde manhã só com um copo de leite no estômago", reclamou outro denunciante. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Secretaria da Saúde, à tarde, disse que a situação tinha sido normalizada, que foi um problema pontual, causado por problemas no fornecimento do gás encanado do restaurante contratado para fornecer as refeições.
 
Interdição 
A cozinha e o refeitório do hospital foram interditados pela Vigilância Sanitária no último dia 18. Com condições precárias de conservação de alimentos, o local abrigava ratos e baratas. A interdição aconteceu após denúncia feita por moradores e funcionários ao Ministério Público. Na ocasião, o coordenador de serviços de saúde da Secretaria da Saúde, Sebastião André de Felice, informou que uma reforma será feita nas instalações com problemas. Divulgou ainda que os fatos serão apurados e os responsáveis pelas ocorrências podem ser penalizados.

Criado em 1932 e administrado pela Secretaria de Estado da Saúde, o hospital teve o seu auge na década de 1960 ao comportar aproximadamente 4 mil pacientes ao mesmo tempo. Atualmente, os 260 pacientes e familiares vivem numa área de dez alqueires (242 mil metros quadrados - dimensão equivalente a 24 campos de futebol) situada no bairro Cidade Nova, em Itu.

37,7% da população sorocabana não concluiu o ensino fundamental


No município, 170.965 pessoas estavam matriculadas em alguma etapa escolar em 2010 - Por: ARQUIVO JCS/BRUNO CECIM


Regina Helena Santos 
regina.santos@jcruzeiro.com.br 

Um total de 192.935 pessoas residentes em Sorocaba declaram não possuir qualquer tipo de formação escolar ou não terem finalizado os nove anos do ensino fundamental. Os números -- que representam 37,7% dos moradores da cidade com idade acima de dez anos (511.551 pessoas) -- foram levantados pelo Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgados na última sexta-feira. Apesar de envolver uma parcela significativa da população, o índice ainda é mais baixo que a média nacional, já que 50,2% dos brasileiros declararam, durante a pesquisa, não ter terminado a primeira etapa da educação básica. Representando 6% do total, 35.535 entrevistados em Sorocaba admitiram nunca ter frequentando a escola. São 66.011 os habitantes com nível superior completo (12,9%). 

O grupo de habitantes com ensino médio completo e superior incompleto é o segundo com mais pessoas, um total de 156.956, seguindo pelo de sorocabanos com ensino fundamental completo e médio incompleto (92.281). Um total de 3.367 entrevistados não determinaram seu nível de escolaridade. 

No município, 170.965 pessoas afirmaram, em 2010, estarem matriculadas em alguma etapa escolar - entre creches e escolas. Destas, 128.559 estavam na rede pública e 42.407 na rede privada. O maior número de alunos era registrado no ensino fundamental (78.964), seguindo pelo ensino médio (33.427), superior (23.996) e pré-escola (15.718). Somente 4.100 moradores de Sorocaba cursavam pós-graduação. Havia 7.858 crianças nas creches e 1.603 adultos nos cursos especiais de alfabetização para esta faixa etária. 

Rendimentos 

Os reflexos dos índices de escolaridade se refletem no desempenho no mercado de trabalho da população sorocabana. Um total de 43.510 pessoas disseram ao IBGE, em 2010, ter como rendimento mensal um valor de até um salário mínimo e 4.853 admitiram não ter rendimento algum o que, segundo o órgão, sinaliza aqueles que sobrevivem apenas com benefícios do governo e/ou qualquer outro tipo de auxílio. Somada, essa parcela da população -- 48.363 pessoas -- corresponde a 17,7% do total de habitantes que declaram ter salários mensais oriundos de trabalho remunerado (279.162). A parcela dos que ganham mais de 20 salários mínimos é baixa: 2.730 habitantes -- menos de 1% do total, a exemplo da média nacional. 

Em todo o País, o IBGE registrou um aumento do rendimento médio do trabalhador, que passou de R$ 1.275 no ano 2000 para R$ 1.345 em 2010 -- aumento que representa um ganho real de 5,5%. Porém, as mulheres ainda ganham menos, apesar de seus salários hoje representarem 73,8% dos rendimentos dos homens -- em 2000 esse índice era de 67,7%. Enquanto o salário médio real dos trabalhadores do sexo masculino gira em torno de R$ 1.510, as trabalhadoras recebem cerca de R$ 1.115.

Incêndio destrói casa em sítio de São Roque, SP



A caseira morava no local; ninguém ficou ferido.

Ainda não se sabe as causas das labaredas.

Do G1 Sorocaba e Jundiaí
Comente agora
 Um casa que fica em um sítio de São Roque (SP) ficou destruída após pegar fogo neste domingo (29). Segundo o Corpo de Bombeiros, a residência fica em um sítio localizado na estrada da Lagoa.
A casa tem quatro cômodos e pertencia a caseira. Os bombeiros contaram que não havia ninguém na residência e as labaredas foram controladas com ajuda dos próprios moradores e vizinhos.
Quando os bombeiros chegaram, fizeram apenas o trabalho de rescaldo. As causas do incêndio ainda são desconhecidas.