quarta-feira, 31 de julho de 2013

RodapéNews - 31/07/2013, quarta-feira (informações de rodapé e outras que talvez você não tenha visto)


ESTAS FRAUDES OCORRIDAS NO HOSPITAL DA REDE ESTADUAL DE SP "LEONOR MENDES DE BARROS" SE REPETEM EM OUTROS HOSPITAIS PÚBLICOS NO ESTADO?
SBT Brasil  - 30/07/2013
Vídeo: SBT mostra o descaso de médicos da rede pública estadual em SP
Na reportagem de Fábio Diamante você vai ver que alguns médicos da rede pública passam diariamente no hospital apenas para marcar o ponto. Eles entram, registram o ponto e saem em seguida sem prestar qualquer atendimento.  O processo todo não dura mais do que 15 minutos

PROPINODUTO NO METRÔ E CPTM DE SP: LEVA DE DOCUMENTOS, EM PODER DO MP SUÍÇO,  PODE APONTAR CORRUPTOS E CORRUPTORES NO BRASIL

NA ALÇA DE MIRA DO MP, O CONSELHEIRO ROBSON MARINHO, DO TRIBUNAL DE CONTAS DE SP
Estadão - 31/07/2013
Suíça vai auxiliar na investigação de cartel
Ao Estado, fontes da Justiça na Suíça apontam que, internamente, uma orientação foi tomada para facilitar o envio de uma leva de documentos ao Brasil e que existem instruções para ajudar o País nesse caso.
O foco dos promotores brasileiros é a conta de Robson Marinho, que foi conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Sua conta já havia sido bloqueada pelo Ministério Público daquele país, nas investigações que apuram o pagamento de propina pela empresa

QUEIMA DE ARQUIVO CRIMINOSA DE DOCUMENTOS DO METRÔ NO PERÍODO DE 1997 A 2011
IstoÉ
Queima de arquivo
Mascarados sumiram com provas do propinoduto dos tucanos paulistas, queimando 15 mil caixas de documentos

APÓS DESCARRILAMENTO DE COMPOSIÇÃO DA CPTM NA TARDE DESTA TERÇA-FEIRA, DUAS ESTAÇÕES OPERAM COM RESTRIÇÕES NA MANHÃ DESTA QUARTA
Jornal da Record - 30/07/2013
Vídeo: Trem da CPTM descarrila e circulação de trens é interrompida nos dois sentidos

Terra - 31/07/2013
Após descarrilamento, estações da CPTM operam com restrições em SP

CARTEL, PROPINA E DECLÍNIO FINANCEIRO DA SIEMENS  POR TRÁS DA DEMISSÃO DE PETER LOESCHER, SEU PRESIDENTE MUNDIAL
Correio do Brasil
Siemens enfrenta processo por cartel e presidente pode perder o emprego
Peter Loescher enfrenta, além do declínio financeiro, a denúncia de que a empresa que dirige participou de um pesado esquema de corrução durante sucessivos governos do PSDB, em São Paulo, em cumplicidade com outras empresas internacionais na formação de um cartel para se apoderar de licitações públicas no Metrô e trens. 
Há provas de crime, mas pouco que sabe sobre a investigação. Há 20 anos, desde o governo Mário Covas e mantido pelos governos de José Serra e Geraldo Alckmin, o esquema envolve volumosas cifras pagas em propinas por aproximadamente 11 transnacionais, além do desvio de dinheiro público das obras do Metrô e da Companhia Paulista de Transportes Metropolitano (CPTM)

Reuters
Siemens escolhe Joe Kaeser para liderar recuperação após demitir Peter Loescher
FRANKFURT, 31 Jul (Reuters) - O grupo alemão de engenharia Siemens nomeou o vice-presidente financeiro Joe Kaeser como novo comandante da empresa após demitir o presidente-executivo Peter Loescher quatro anos antes do fim de seu contrato, na sequência de uma segunda revisão no ano para a meta de lucros

CONFLITO NO PROTESTO "FORA ALCKMIN" EM SÃO PAULO
Terra - 30/07/2013
Vídeo e texto: SP: protesto contra Alckmin tem conflito entre PM e manifestantes
Um protesto contra o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o do Rio de Janeiro, Sergio Cabral (PMDB), no fim da tarde desta terça-feira, terminou em tumulto e conflito entre policiais e manifestantes na capital paulista.
Parte dos manifestantes lembrava as denúncias de corrupção envolvendo as obras do Metrô de São Paulo que vem sendo veiculadas pela revista IstoÉ. “Estou aqui contra o governo do PSDB e a corrupção que ele representa em relação a uma das prioridades da população, que é o transporte público”, disse o professor do ensino fundamental Cícero Barbosa. Ele reclamou ainda dos baixos investimentos estaduais em saúde e educação

CLÓVIS CHAVES, EX-SUBPREFEITO DE SÃO MATEUS NAS GESTÕES SERRA E KASSAB E ALIADO POLÍTICO DO SENADOR ALOYSIO NUNES (PSDB-SP), SOB INVESTIGAÇÃO DO MP DA CAPITAL

NOTÍCIA ACIMA CONSTA DA  REPORTAGEM SOBRE "CPI DA PIZZA" EM RIO PRETO (SP), QUE ARQUIVOU INVESTIGAÇÃO DE CORRUPÇÃO ENVOLVENDO PREFEITO VALDOMIRO LOPES (PSB) E  LUIZ ANTONIO TAVOLARO, EX-PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO
Diário da Região - 31/07/2013
Promotor pede inquérito contra Clóvis Chaves
O promotor de Justiça Sérgio Clementino encaminhou para o Ministério Público (MP) de São Paulo documentos que podem comprovar que o ex-subprefeito de São Mateus Clóvis Chaves ganhou de “presente” da empresa Constroeste uma viagem à China. Para Clementino, como ocupante de cargo público na Prefeitura da Capital na época, Chaves, em tese, cometeu ato de improbidade administrativa.
A viagem ocorreu em abril de 2009, quando Chaves acompanhou na viagem o empresário Alcides Barbosa e o diretor da empresa Wayne Faria Sobrinho, que afirmou ser amigo de Chaves e, por isso, pagou a viagem.
De acordo com a investigação do MP, cada passagem custou R$ 26,1 mil, de primeira classe, com direito a escala em Paris. O Diário apurou que toda a documentação, inclusive o depoimento de Alcides, foi encaminhada à Promotoria da Cidadania em São Paulo, que poderá ou não abrir inquérito civil para investigar a conduta do ex-subprefeito de São Mateus. Chaves já atuou como assessor do senador Aloysio Nunes (PSDB) e foi candidato a deputado estadual derrotado na eleição de 2010. Atualmente, ele está filiado ao PSD.
No seu depoimento, Barbosa - autor de denúncias da existência de um esquema de corrupção envolvendo a administração do prefeito Valdomiro Lopes (PSB) - afirmou que a viagem foi um pedido do ex-procurador-geral do município Luiz Tavolaro à direção da Constroeste

VEJA TAMBÉM NESTE LINK, NA PARTE INFERIOR DA PÁGINA 4A, INVESTIGAÇÃO PELO MP DE EVENTUAL ATO DE IMPROBIDADE PRATICADO POR FLÁVIO CHAVES
Edição digital do Diário da Região - 31/07/2013 - Página 4A
Promotor pede inquérito contra Clóvis Chaves

FALCATRUAS DA REDE GLOBO: SUMIÇO DE PROCESSO DE R$ 615 MILHÕES E PEDIDO DE CPI

COLETA DE ASSINATURAS DE CPI PARA APURAR SONEGAÇÃO FISCAL DA REDE GLOBO
Jornal da Record
Vídeo: Deputados pedem CPI pelas denúncias de sonegação fiscal contra a Rede Globo
Ao término do recesso parlamentar, o deputado Protógenes Queiroz começará a recolher assinaturas para instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito contra a emissora. Assim como no Congresso, o assunto gerou manifestações pacíficas em várias cidades contra a Rede Globo

SUMIÇO DO PROCESSO DE FRAUDE FISCAL DA REDE GLOBO
Jornal da Record
Funcionária pública é condenada por sumir com processo da TV Globo
A mulher recebeu condenação de quatro anos e 11 meses por furtar milhares de páginas de um processo da Globopar, empresa controladora da TV Globo. No documento, a emissora é acusada de simular operações para fugir do pagamento de impostos na compra dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002

CONTRADIÇÃO DO ESTADÃO: JORNAL QUESTIONA  INCLUSÃO DA CORRUPÇÃO NA LEI DE CRIMES HEDIONDOS SOB ARGUMENTO DA INEFICÁCIA DA MEDIDA, MAS NÃO  QUESTIONA A PRÓPRIA LEI DE CRIMES HEDIONDOS.
Viomundo
Antônio David: Estadão exalta Lei de Crimes Hediondos para pequenos traficantes; a empresários, não
Está em pauta no Congresso Nacional o Projeto de Lei 5900/13, de autoria do senador Pedro Taques (PDT-MT). Entre outras medidas, o Projeto em questão inclui na Lei de Crimes Hediondos o crime de corrupção.
Ao contrário de um certo senso comum, que contamina até mesmo a esquerda, penso que não há nada a comemorar nessa medida.
De autoria do ex-deputado federal Roberto Jefferson e editada em 1990 para contemplar o clamor punitivo criado pela mídia, a Lei de Crimes Hediondos é um dos pilares jurídicos da violação institucional dos Direitos Humanos no Brasil.
O que pretendo discutir diz respeito a isso, mas não é exatamente isso. Quero discutir uma questão muito curiosa no debate sobre a inclusão da corrupção no rol dos “crimes hediondos”.

APESAR DA TURBULÊNCIA ECONÔMICA MUNDIAL, BRASIL CRIA 826 MIL EMPREGOS EM 2013
IstoÉ - 31/07/2013
Desemprego onde?
O Brasil já criou 826 mil novas vagas de emprego em 2013. Diante do cenário mundial desfavorável, a pequena oscilação negativa registrada em junho não é motivo de preocupação

MP INVESTIGARÁ COMPRA ILEGAL DE IMÓVEL FEITA POR JOAQUIM BARBOSA?
Tijolaço (da Folha)
OAB pede investigação sobre caso Joaquim Barbosa
Representante da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) no Conselho Nacional do Ministério Público, Almino Afonso cobrou ontem investigação sobre a compra de apartamento em Miami pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Sorocaba é 47ª cidade do país


Levantamento do Pnud, com dados do Censo 2010, avalia longevidade, educação e renda da população

 Jornal Cruzeiro do Sul

Rosimeire Silva
rosimeire.silva@jcruzeiro.com.br

Sorocaba é a 47ª cidade do país e a 25ª do Estado com o melhor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), segundo estudo divulgado nesta semana pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), intitulado "Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013". O levantamento leva em consideração os dados apurados no Censo 2010, referentes à longevidade, educação e renda da população. 

Pelo cálculo do estudo, Sorocaba alcançou um índice de 0,798 (de uma escala de 0 a 10), considerado de alto nível e ficou muito próxima da maior faixa de desenvolvimento humano (a partir de 0,8). Em relação aos estudos anteriores, o município avançou no seu desempenho. Em 1991, primeiro ano de apuração dos dados, Sorocaba obteve um índice de 0,579, considerado baixo. Já em 2000, saltou para a faixa de alto desenvolvimento, com índice 0,721. O Pnud esclarece, no entanto, que no Atlas do IDHM 2013 houve uma mudança da metodologia dos estudo, com a inclusão de subíndices e indicadores, especialmente na área de educação, com o recálculo retroativo dos anos anteriores. Por isso, não é possível traçar um comparativo no ranking entre os municípios.

Apesar do evolução no IDHM, no comparativo a outros municípios paulistas do mesmo porte, Sorocaba ainda está com desempenho inferior. Cidades como Santo André, São José dos Campos e Ribeirão Preto, que têm população próxima a 600 mil habitantes, já figuram com índices acima ou igual a 0,8, que é considerado o IDHM muito alto. Apenas Osasco, que também está nesta média população, tem o índice inferior a Sorocaba (0,77). 

Educação 
Em relação à educação, Sorocaba apresentou a maior avanço em relação ao último estudo, especialmente entre a população jovem, que saltou de índice médio (0,67) para o muito alto (0,8). A maior faixa de atendimento é para os estudantes com idade de 5 e 6 anos (95%), seguida da faixa etária de 11 a 13 anos (91,5%). 

Entres os adolescentes, a abrangência de atendimento é menor, com 76% da população de 15 a 17 anos, e 60,2% na faixa de 18 a 20 anos, com ensino médio completo. Já a escolaridade fundamental da população adulta, ainda é considerada média (0,67), com o atendimento 67% da população de 18 anos ou mais, com ensino fundamental completo.
 
Longevidade e renda 
A expectativa de vida da população de Sorocaba também aumentou em dez anos. Em 2000, o estudo apontava que a esperança de vida ao nascer na cidade era de 73 anos. Já em 2010, foram acrescidos mais três anos, passando para 76 anos, o que elevou o IDHM de longevidade para 0,84, considerado muito alto. Só para se ter uma ideia, em 1991, a esperança de vida dos munícipes era de 68 anos. 

Em relação à renda per capita, o estudo mostra que em 2010 o ganho médio por morador de Sorocaba era de R$ 1.107, enquanto que em 2000 era de R$ 887. Apesar da elevação de 24,8% da renda per capita, o valor ainda está abaixo das cidades do mesmo porte de Sorocaba. Ribeirão Preto tem a maior renda per capita (R$ 1.314), seguido de Santo André (R$ 1.304) e São José dos Campos (R$ 1.190).

Morte de paciente do Hospital Vera Cruz deve ser investigada pela polícia

Hospital de Sorocaba (SP) informa que falecimento foi no domingo (28).

Família diz que corpo foi encontrado em estado de decomposição.

Do G1 Sorocaba e Jundiaí
Comente agora
A morte de um paciente do Hospital Psiquiátrico Vera Cruz, em Sorocaba(SP), deve ser investigada pela polícia. A família, que foi notificada sobre a morte do paciente no domingo (28),  quer mais explicações. Isso porque, segundo eles, o hospital informou que a morte foi no domingo, mas corpo do homem de 65 anos, internado há 30 anos no hospital, estava em estado de decomposição.
Uma das causas da morte de Sebastião Augusto, segundo o atestado de óbito, foi hipertensão arterial. Parentes dizem que nunca foram informados dessa complicação pelos médicos do hospital. Por isso, a família desconfia que a causa da morte tenha sido outra e que o paciente não tenha morrido no horário informado pelos médicos, às 15h.
A família foi avisada sobre a morte do paciente às 18h. Logo em seguida, a irmã da vítima foi reconhecer o corpo e percebeu que algo estava estranho. De acordo com o filho de Sebastião, César Augusto, a tia notou que o corpo estava em estado de decomposição. Ele ainda conta que pediu para ver o corpo do pai, mas os enfermeiros do hospital teriam proibido.

Por causa do mal entendido, a família de Sebastião decidiu levar o caso à polícia. O filho do paciente fez um boletim de ocorrência, porque quer descobrir o que de fato aconteceu com o seu pai dentro do hospital, que teve o caixão lacrado e não teve velório por causa do estado avançado de decomposição do corpo.
"Nos pedimos para ver, mas a enfermeira disse que a gente não podia ver, porque o corpo está muito feio e a gente ia ficar com aquele imagem para sempre na cabeça", conta o filho do paciente do hospital psiquiátrico.
Por meio de nota, a Prefeitura de Sorocaba, responsável pelo Hospital Vera Cruz, confirmou que o paciente era hipertenso. A família teria sido comunicada logo depois da morte, que teve como causa um AVC hemorrágico. A nota informa ainda que o corpo não estava em decomposição e que não havia nenhuma orientação para o caixão ter sido lacrado.
Hospital sob investigação
No início de julho, um paciente de 59 anos morreu após ser espancado por outro internodentro do Hospital Vera Cruz. A Secretaria de Saúde instaurou um procedimento administrativo para apurar o caso e informou que o agressor teve um surto psicótico e que é acompanhado pela equipe médica.
Desde o início do ano, o hospital está sob investigação. A polícia investiga diversas denúncias, entre elas, o de maus tratos com pacientes. Por isso, a Prefeitura de Sorocaba administra a instituição por determinação da Justiça. Atualmente, o hospital possui 405 pacientes.
Família acredita que paciente, que estava internado há 30 anos no Hospital Vera Cruz, não tenha morrido neste domingo (28) (Foto: Reprodução/TV TEM)Família acredita que paciente não tenha morrido na data informada pelo hospital (Foto: Reprodução/TV TEM)

Falta de espaço faz família cortar caixão em São Roque, SP

Família teve que serrar caixão para entrar no jazigo.

Administrador diz que vai chamar donos dos túmulos para negociar reforma.

Do G1 Sorocaba e Jundiaí
Comente agora
Quem precisa enterrar um parente no Cemitério da Paz, em São Roque (SP) pode passar por apuros. Foi o que aconteceu com uma família da cidade há uma semana. Não havia espaço para a entrada do caixão no jazigo, que teve que ser serrado para caber na sepultura. Isso porque os túmulos foram construídos muito perto uns dos outros.
Quem percorre as sepulturas fala sobre a dificuldade de caminhar entre elas. O cemitério, constuído em 1890 tem hoje mais de 4 mil túmulos. Em muitas quadras, um túmulo foi construído muito próximo ao outro e quando precisa ser usado fica inacessível e as famílias podem ter que enfrentar uma situação constrangedora.
Foi o que aconteceu com a mãe da professora Abigail Maria dos Santos, que morreu na semana passada. A família tem um jazigo no cemitério há 34 anos, onde estão enterrados o pai, marido e o irmão dela. Na hora do sepultamento da mãe, os parentes tiveram que enfrentar outro problema, além da dor pela perda. O caixão não entrava na gaveta da sepultura porque o túmulo construído na frente impedia a passagem. Foram quatro tentativas e todas frustradas. "Tive que exumar o corpo do meu marido que está há dez anos desencarnado, pra ter espaço para colocar a minha mãe. Mesmo assim, tivemos que destruir o caixão praticamente pra poder entrar".
Depois disso, outro impedimento: a largura do caixão. Pedreiros tiveram que serrar parte do caixão na frente de quem acompanhava o sepultamento. "Nesse momento você quer dar o conforto aos que mais precisam, que se encontram chorando, estão entristecidos, e não foi possível porque praticamente foi perdido o dia todo aqui", lamenta Osvaldo Pereira Júnior, filho da professora.
O administrador do cemitério explica que desde que assumiu o cargo, no início do ano, não autoriza nenhum tipo de construção no local. Orlando Domingos diz que são mais de cem túmulos nessa situação e que agora vai precisar analisar caso a caso. " Você vê um caso onde não tem nenhuma porta nem por cima e nem pela lateral e você vê um túmulo atrapalhando, a família fica desesperada. E ela fala: 'Eu quero que meu ente querido seja enterrado aqui'. E a gente fica sem ter o que fazer", afirma.
Ainda segundo o administrador do cemitério, o espaço da entrada padrão para o caixão num jazigo tem que ser de 75 centímetros, mas alguns podem ter sido construídos com tamanhos menores. Além disso, hoje as urnas fúnebres são feitas com mais de 75 centímetros. Muitos túmulossão antigos e outros foram abandonados pelos parentes. Com a descoberta da irregularidade, muitos podem passar por problemas semelhantes.
A prefeitura informou que vai identificar os donos e notificá-los para fazer as alterações necessárias nos túmulos para evitar novos problemas.
Em alguns casos, a distância entre um túmulo e outro é de um palmo. (Foto: Reprodução/TV Tem)Em alguns casos, a distância entre um túmulo e outro é de um palmo. (Foto: Reprodução/TV Tem)

Professor e adolescente são detidos por roubo a joalheria

Josmar Jozino

do Agora
A Polícia Civil prendeu o professor de dança Antonio Elton Oliveira, 25 anos, e deteve um adolescente de 17 anos acusados de participar do roubo à joalheria Monte Carlo, no shopping Ibirapuera, no Ibirapuera (zona sul de SP), anteontem à noite.
Outros dois criminosos conseguiram fugir.
Esse foi o segundo assalto à joalheria em 17 dias.
O valor roubado não foi revelado.
Segundo o Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), o adolescente também participou do roubo à joalheria Sayegh do shopping Morumbi (zona oeste) no último dia 2.

Jato d'água mata criança e destrói casas

Folha de S.Paulo

Uma criança morreu, 16 pessoas ficaram feridas e 72 casas foram destruídas com o rompimento de uma tubulação de água em Campo Grande (zona oeste do Rio).
Por volta das 5h, os moradores foram acordados com o estrondo.
Uma coluna de água com cerca de 20 m de altura destruiu construções e arrastou carros, móveis e pessoas. Isabela Severo da Silva, três anos, morreu.
Três quarteirões foram alagados e 142 casas foram atingidas (entre elas as 72 com destruição total).
A Cedae (concessionária de abastecimento), responsável pela adutora, diz que 230 pessoas ficaram desabrigadas e prometeu ressarci-las.

Prédios para desabrigados do Jd. Pantanal são invadidos

Ana Flávia Oliveira

do Agora
Os 940 apartamentos do conjunto habitacional Caraguatatuba, na Cohab José Bonifácio, em Itaquera (zona leste), destinados a desabrigados das enchentes na região do Jardim Pantanal em 2009, na mesma região, foram invadidos na quarta-feira passada.
Os imóveis, com dois quartos e 482 cada, estavam prontos e seriam entregues em agosto.
Cerca de mil famílias ocuparam os apartamentos do empreendimento, que faz parte do Minha Casa, Minha Vida, financiado pela Caixa Econômica.
Os imóveis já tinham água, mas foi preciso fazer 'gatos' para a energia elétrica.
"Queremos negociar com a prefeitura, queremos pagar a mensalidade do apartamento. Ocupamos porque isso estava vazio e não temos lugar para morar", disse o mecânico João Carlos Coelho Gomes, 43 anos, representante das famílias.
Ele diz que os invasores não são representados por nenhuma associação e que a ocupação foi expontânea.
"Um foi falando para o outro", disse Gomes. Ontem, eles já haviam trocado as fechaduras do portão principal.
Segundo ele, outras 350 famílias esperam por um apartamento, caso haja desistência.
Na portaria do conjunto, um aviso afirma que há 300 pessoas na fila. E em cada prédio, há o aviso: "Lotado".
Resposta
A Caixa Econômica Federal, responsável pelo empreendimento, afirma que vai à Justiça pedir a reintegração de posse para retirar as famílias do conjunto.
O banco informou ainda que as obras começaram em 2010 e que o condomínio deveria ter sido entregue em maio deste ano, mas "por questões de infraestrutura houve um atraso de cinco meses no prazo original".
A Secretaria Municipal da Habitação afirma que o sorteio dos apartamentos ocorreria em agosto. A prefeitura diz ainda que tenta uma "negociação amigável" com os invasores.
O processo inclui o cadastramento em programas habitacionais, mas não há prazos para que as famílias consigam um imóvel.

Policiais suspeitos de ligação com o tráfico se entregam em SP

Folha de São Paulo

Três policiais civis suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas se entregaram à Corregedoria na manhã desta terça-feira. Eles eram os únicos que ainda permaneciam foragidos após a operação ocorrida no último dia 15 e que prendeu outros dez policiais.
Daniel Dreyer Bazzan, 35, Leonel Rodrigues Santos, 42, e Silvio Cesar de Carvalho Videira, 44, se apresentaram com seus advogados por volta das 6h na sede da Corregedoria. Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública, Videira e Santos atuavam no 90ª DP (Parque Novo Mundo) e Bazzan no 73ª DP (Jaçanã).

Os três eram considerados foragidos desde o último dia 15, quando foi desencadeada uma operação para prender policiais suspeitos de extorsão a traficantes de Campinas (a 93 km de São Paulo), ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital).
A operação resultou de investigação iniciada em outubro de 2012 contra Wanderson Nilton Paula Lima, conhecido como Andinho, traficante da região de Campinas preso desde 2002. Segundo as investigações, Andinho ainda comanda o tráfico na região.
Escutas telefônicas realizadas durante as apurações levaram à identificação dos policiais, segundo o Ministério Público. Eles são suspeitos dos crimes de formação de quadrilha, extorsão, extorsão mediante sequestro e corrupção. Seis policiais do Denarc (departamento de narcóticos) foram reconhecidos por cinco supostos traficantes.
Ontem (29), cerca de 200 delegados fizeram uma passeata pelo centro de São Paulo em protesto contra a prisão de policiais. O ato também marcou o posicionamento contrário da categoria ao poder de investigação criminal do Ministério Público. Eles argumentam que os promotores não são fiscalizados por órgão externo, o que dá margem a excessos.

Adolescentes são suspeitas de matar universitária em Jataí (GO)


folha de são paulo

Duas adolescentes, uma de 17 e outra de 16 anos, são suspeitas de planejar e matar a ex-namorada de uma delas, a universitária Bianca Mantelli Pazinatto, 18.
Bianca era estudante do terceiro período do curso de biomedicina da UFG (Universidade Federal de Goiás), onde ingressou em 2012.
Reprodução
Foto da universitária Bianca Pazinatto, 18, morta em GO; polícia apreendeu duas adolescentes suspeitas do crime
Foto da universitária Bianca Pazinatto, 18, morta em GO; polícia apreendeu duas adolescentes suspeitas do crime
O assassinato, de acordo com o delegado André Fernandes de Almeida, teve motivação passional. A jovem de 17 anos e a vítima haviam namorado durante quatro meses e romperam. Sem conseguir voltar com Bianca, a ex-namorada resolveu se juntar com a amiga, de 16 anos, para matá-la.
O crime foi cometido na casa da jovem de 17 anos. Foi embaixo da cama dela que a polícia encontrou ontem, às 19h, o corpo de Bianca.
Ela havia saído de casa por volta das 9h40 e disse que ia encontrar uma amiga. Como demorou para retornar e não atendia mais o telefone celular, sua família procurou a polícia.
Uma testemunha e o rastreamento do sinal do telefone celular de Bianca fizeram com que a polícia chegasse à casa da jovem de 17 anos.
A universitária estava enrolada em sacos plásticos e tinha perfurações de faca. Uma delas chamou a atenção por ser grande e no pescoço.
"Fiquei impressionado com a frieza dessa menina de 17 anos. Ela não demonstrou nenhum sentimento ao detalhar o crime. No quarto onde tudo aconteceu encontramos uma cena de terror", disse o delegado Almeida.
A outra jovem apreendida é de uma família conhecida em Jataí. "Ela chorou muito ao confessar como ajudou no crime", disse o delegado.
Há dois anos, a cidade de Jataí, que tem cerca de 100 mil habitantes, fez uma campanha para ajudar a salvar a vida da jovem de 16 anos. Ela sofria com leucemia e os moradores ajudaram sua família a conseguir dinheiro para o tratamento, que foi bem sucedido.
Horas depois do sumiço de Bianca, uma ligação anônima para a polícia apontava a participação da jovem de 16 anos no crime e dizia que ela havia sido vista usando uma calça jeans supostamente suja de sangue.
Ao ser pressionada pelos policiais, que diziam fazer um exame com o reagente químico luminol para constatar a presença de sangue em sua calça --o que não ocorreu--, a jovem confessou ter ajudado na morte de Bianca, segundo a polícia.
Divulgação/Polícia Civil
Caderno de anotações apreendido após a apreensão de duas adolescentes suspeitas de matar uma universitária em Jataí, em GO
Caderno de anotações apreendido após a apreensão de duas adolescentes suspeitas de matar uma universitária em Jataí, em GO
CRIME PREMEDITADO
O delegado Almeida apreendeu uma carta de amor escrita pela jovem de 17 anos para Bianca e também um caderno com detalhes do que seria usado no crime.
"As duas meninas apreendidas começaram a planejar tudo há uma semana. Elas armaram uma arapuca para a Bianca, que não quis reatar o namoro e foi morta", disse.
A faca que, segundo a polícia, foi usada para matar Bianca foi apreendida dentro de uma bolsa, no quarto da adolescente de 17 anos. A polícia suspeita que essa jovem era usuária de drogas.
Para o delegado, as duas adolescentes pretendiam levar o corpo de Bianca para um lugar despovoado e queimá-lo.
No caderno apreendido no quarto da jovem de 17 anos, os policiais encontraram anotações que diziam: "Depois da ação, tirar a luva, colocar no saco, pegar o celular. Tudo o que for e colocar no saco. Ir para Estrela Dalva [bairro de Jataí] e queimar" e "carregamos a infeliz até o local e queimamos." Havia também uma lista de objetos e materiais para serem usados no crime: "Barra de ferro, luvas, fita, faca".
Segundo a polícia, elas ainda não tinham advogados até a tarde desta terça-feira (30).
NOTA DE PESAR
Nesta terça-feira (30), a UFG publicou em seu site uma nota de pesar pela morte de Bianca.
"A direção do campus Jataí da UFG, em nome de toda a comunidade acadêmica, vem a público manifestar o mais profundo pesar pelo falecimento da acadêmica Bianca Mantelli Pazinatto".
De acordo com a UFG, Bianca "demonstrou excelente desempenho acadêmico já no processo seletivo, onde foi classificada entre as primeiras colocações".(ANDRÉ CARAMANTE)

Metade dos internos foge de unidade da Fundação Casa em SP

Folha de São Paulo

Metade dos 64 menores que estavam internados na Fundação Casa de Ferraz de Vasconcelos (na Grande São Paulo) fugiu na tarde desta terça-feira. As circunstâncias da fuga não foram informadas, mas a Corregedoria da instituição abriu uma sindicância para apurar o ocorrido.
Segundo a assessoria da Fundação Casa, a fuga aconteceu por volta das 14h30 e a Polícia Militar foi acionada para dar suporte e iniciar as buscas. Toda a capacidade da unidade estava ocupada, quando os 32 internos fugiram. Até a noite desta terça, apenas dois já tinham sido recapturados.
A Fundação Casa disse que o judiciário e os familiares dos adolescentes serão informados da ocorrência. A sindicância ainda ouvirá todos os funcionários de plantão e internos que ficaram no centro. O prazo para finalizar a investigação é de até 90 dias.

Ex-padre argentino gay pede que Francisco ajude a renovar a igreja


folha de são paulo

Um ex-padre argentino gay escreveu uma carta ao papa Francisco depois das declarações que o pontífice deu sobre homossexuais. No texto, Andrés Gioeni, que hoje é ator, explica que deixou o sacerdócio depois de constatar a sua própria orientação sexual e admitir sua "impossibilidade de exercer o ministério pastoral em celibato".

O argentino elogiou as palavras de Francisco e pediu que o líder da Igreja Católica ajude sua instituição a se adaptar "aos novos paradigmas do mundo contemporâneo". A carta foi compartilhada publicamente no perfil de Gioeni em uma rede social. "Atrevo-me a agir como porta-voz de uma grande quantidade de pessoas que pertencem à comunidade homossexual", diz, solicitando que o papa incentive maior aprofundamento na teologia sexual sobre o lugar e a experiência dos gays.
Reprodução/Facebook/andres.gioeni
O ex-padre argentino Andrés Gioeni, que escreveu carta ao papa Francisco
O ex-padre argentino Andrés Gioeni, que escreveu carta ao papa Francisco
Gioeni argumenta que diversos casamentos foram renovados depois que o "aspecto do amor e da ajuda mútua" foi reconhecido como um dos objetivos da união, além da procriação --que chegou a ser considerada o único fim do matrimônio, segundo a carta. "Essas atualizações são ar fresco que renova o coração das pessoas e as ajuda a viver com dignidade."
O ex-padre não deixa de mencionar que tem, há quase 10 anos, um relacionamento monogâmico com uma pessoa do mesmo sexo.
Durante entrevista aos jornalistas que embarcaram a Roma com ele, o papa Francisco afirmou que os gays "não devem ser marginalizados, mas integrados à sociedade". Disse também que não se sente em condição de julgá-los.

Termina nesta quarta-feira prazo para envio de dados do Censo Escolar da Educação Básica

 Agência Brasil

Brasília - Hoje (31) é o último dia para o preenchimento dos dados do Censo Escolar da Educação Básica de 2013. Os gestores de escolas públicas e privadas devem acessar o endereço educacenso.inep.gov.br e informar dados da escola, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula.
O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica. As informações são usadas para transferência de recursos públicos destinados à merenda, ao transporte escolar, à distribuição de livros, a uniformes, implantação de bibliotecas, instalação de energia elétrica.
No caso das creches, as informações serão também usadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para calcular a suplementação de recursos de 2014 a creches que atendem a crianças do Bolsa Família.
Além disso, os resultados sobre o rendimento (aprovação e reprovação) e movimento (evasão) escolar dos alunos são usados para o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador que serve de referência para as metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), do Ministério da Educação.

Ministério da Saúde fará 70 mil testes para hepatites B e C até sexta-feira

 Agência Brasil

Brasília - Como parte das ações que marcam o Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais, o Ministério da Saúde pretende fazer 170 mil testes para hepatites B e C  até a próxima sexta-feira (2). Com o slogan“Hepatites virais: sem perceber, você pode ter”, a campanha também quer intensificar a vacinação contra a hepatite B, já disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
O governo anunciou a ampliação do público que pode receber a vacina contra a hepatite B gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Antes a idade limite era 29 anos, esta semana passou a ser 49 anos. Em 2012, mais de 15 milhões de pessoas foram imunizadas contra a hepatite B. A população deve se informar na Secretaria de Saúde dos municípios onde estão sendo feitos os testes e as imunizações.
A estimativa do Ministério da Saúde é que 800 mil pessoas estejam infectadas pelo vírus da hepatite B e 1,5 milhão de pessoas pela hepatite C. A hepatite, doença que atinge o fígado, pode ser causada por vírus, pelo uso de alguns remédios, pelo consumo de álcool e por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. Os cinco principais tipos (A, B, C, D e E) são causados por vírus que podem passar de uma pessoa para outra.
Nem sempre há sintomas, mas os especialistas alertam que cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras podem ser sinais da doença.
Pelos dados oficiais da Organização Mundial da Saúde, 1,4 milhão de pessoas morrem por ano em decorrência das diversas formas de hepatite. Apenas 37% dos 126 países analisados pela organização dispõem de estratégias para prevenção e tratamento. O Ministério da Saúde informa que, no Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C.
No Brasil, atualmente, existem vacinas para a prevenção das hepatites A e B. O Ministério da Saúde oferece vacina contra a hepatite B nos postos de saúde do SUS e contra a hepatite A nos centros de Referência de Imunobiológicos Especiais. Não há vacina contra a hepatite C.

Planejamento exonera suspeitos de fraude no Distrito Federal

Os exonerados são a chefe e o coordenador da Superintendência do Patrimônio da União (SPU), acusados de fraudar documentos de um terreno e repasse irregular para a iniciativa privada


Agência Estado
O Ministério do Planejamento exonerou a Superintendente do Patrimônio da União, Lucia Helena de Carvalho, e o coordenador da superintendência, João Macedo Prado, dos seus respectivos cargos. As portarias de exoneração estão publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira, 30.
A decisão foi tomada depois que o ministério recebeu o relatório do inquérito policial relativo à Operação Perímetro realizada pela Polícia Federal.
Nesse inquérito, os dois servidores são acusados de fraudar documentos relativos a uma área habitacional no Distrito Federal, prejudicando interesses da União, ao repassar irregularmente o terreno para a iniciativa privada.
Lúcia Helena de Carvalho foi também indiciada pela PF por cinco crimes, entre eles, fraude processual, falsidade documental e formação de quadrilha. 

Dilma decide pagar emendas a prestação para acalmar base aliada

Presidente discutiu estratégia com 10 ministros nesta terça; repasses de R$ 2 bilhões serão feitos em agosto, setembro e novembro


Vera Rosa e Débora Bergamasco - O Estado de S. Paulo
BRASÍLIA - Pressionada por aliados e antevendo nova rebelião no Congresso a partir da próxima semana, quando deputados e senadores voltam das férias, a presidente Dilma Rousseff decidiu abrir o cofre. Em reunião com dez ministros, nesta terça-feira, 30, no Palácio da Alvorada, Dilma determinou a liberação de três lotes de emendas parlamentares até o fim do ano, em parcelas, totalizando R$ 6 bilhões.
Na tentativa de driblar dificuldades previstas em votações importantes para o governo, a presidente pediu aos ministros uma lista dos principais projetos contidos nas emendas paradas em cada pasta. Embora o governo tenha anunciado corte adicional de R$ 10 bilhões no Orçamento, para cumprir a meta fiscal e recuperar a confiança do mercado na política econômica, Dilma decidiu manter a reserva para pagar emendas.
Num momento de perda de popularidade após os protestos de junho, desgaste na relação com a base aliada e com o PMDB liderando uma rebelião para tornar obrigatória a execução das emendas parlamentares, a presidente foi aconselhada a agir para neutralizar a proposta do orçamento impositivo. Nas três horas da reunião de ontem no Alvorada, Dilma cobrou dos ministros políticos novo esforço concentrado para controlar deputados e senadores de seus partidos e prometeu empenhar R$ 2 bilhões de emendas individuais em agosto.
As outras "prestações", no mesmo valor, devem ser liberadas em setembro e novembro. No mês passado o governo também reservou R$ 2 bilhões para o pagamento de emendas, mas até agora elas não foram efetivamente pagas. Chamado pelos congressistas de "peça de ficção", o Orçamento da União prevê R$ 8,9 bilhões para essa finalidade, ao longo deste ano.
"É um primeiro passo para melhorar a relação com a base aliada", afirmou o vice-presidente da Câmara, deputado André Vargas (PT-PR). "Trata-se de um gesto fundamental porque, afinal de contas, as emendas são legítimas e importantes como investimento para os municípios. Mas, de qualquer forma, a presidente terá de ouvir mais a opinião dos parlamentares e debater projetos com mais antecedência", emendou.
O governo está preocupado com a ameaça do Congresso de derrubar vetos presidenciais a projetos que, no diagnóstico do Planalto, podem causar despesas para as quais não estão previstos recursos. Estão nessa lista a desoneração de alguns itens da cesta básica, o projeto conhecido como Ato Médico – que regulamenta atividades na área da saúde e teve dez dispositivos vetados – e o fim da multa adicional de 10% do FGTS, paga pelas empresas em casos de demissões sem justa causa.
Estimativas do Planalto indicam que a rebelião dos aliados pode custar um rombo de R$ 6,2 bilhões por ano. Outros desafios do governo no Congresso são a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a aprovação da MP do projeto Mais Médicos e o Código da Mineração.
Comunicação. Para explicar as metas do governo, o marqueteiro João Santana e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, tentam convencer Dilma – que é candidata à reeleição – a dar mais entrevistas a jornais, rádios e TV. A estratégia, porém, ainda está sob análise.
Para o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), a liberação das emendas parlamentares pode azeitar apenas em "alguns aspectos" o relacionamento entre Planalto e Congresso. Na avaliação de Eunício, porém, esse não é o tema de maior preocupação dos deputados e senadores. "A grande questão do momento é a sobrevivência política de cada um", disse ele, numa referência à proximidade do ano eleitoral e às alianças.
Na prática, num momento de percalços para Dilma, deputados e senadores da base estão preocupados com a montagem de palanques para 2014. "Claro que a presidente está fazendo um gesto importante, pois serve para prestigiar o Parlamento de um modo geral e dará ajuda aos municípios, que hoje vivem com pires na mão", admitiu Eunício. "Só que, no Senado, a influência disso é muito pequena. A relação conosco se esgarçou."

Sindicato convoca greve na Infraero a partir de hoje

Congonhas e Galeão, administrados pela Infraero, estão entre os terminais que serão alvo de paralisação


Antonio Pita e Ayr Aliski, de O Estado de S. Paulo
O Sindicato Nacional dos Empregados em Empresas Administradoras de Aeroportos (Sina) convocou greve dos funcionários da Infraero responsáveis pelas operações de solo nos aeroportos do País a partir de hoje. A paralisação é por tempo indeterminado e a previsão é que, pelo menos, 70% dos 13 mil funcionários participem do movimento.
O Sina convocou os funcionários, associados e não associados ao sindicato, para assembleias gerais extraordinárias, que se realizarão ao longo do dia de hoje, em horários diversos, em todos os aeroportos. O objetivo é avaliar a greve e decidir estratégias.


Segundo o sindicato, a categoria negocia, sem sucesso, melhores condições salariais desde abril. A principal reivindicação é um reajuste de 16% nos salários e mais benefícios, como auxílio-creche. Samuel Santos, diretor do Sina, explica que a Infraero oferece um porcentual bem menor, de 6,49%.
A greve deverá abranger os 63 aeroportos administrados pela Infraero, mas não envolverá os terminais que foram recentemente concedidos à iniciativa privada (Guarulhos e Viracopos, no Estado de São Paulo, e Brasília).
Integrantes do sindicato e da Infraero estiveram reunidos na semana passada para discutir as reivindicações, mas não houve avanço nas negociações. "A contraproposta apresentada pela empresa está muito longe de atender as expectativas da categoria aeroportuária", afirma o Sina, em comunicado publicado em seu site.
O plano de contingenciamento da Infraero para evitar confusão nos terminais, divulgado ontem, inclui o remanejamento de empregados, tanto do quadro administrativo quanto do quadro de escala, de forma a reforçar as equipes nos horários de maior movimento de passageiros e aeronaves, envolvendo ainda os demais agentes que atuam nos aeroportos.
Em comunicado, a estatal também afirma que já tem preparado um esquema de emergência "para manter os serviços essenciais e a operacionalidade dos aeroportos, a fim de que não haja impacto (para os passageiros)."
Salários em atraso. Além da discussão sobre o reajuste, de acordo com os sindicalistas, os funcionários trabalham com salários atrasados e tiveram benefícios de assistência médica reduzidos. A Infraero afirmou que os salários estão em dia e também negou a mudança em benefícios.
Outros pontos que preocupam a categoria, diz Santos, envolvem piora no plano de saúde dos funcionários e também um recálculo na distribuição da participação nos lucros. "Temos informações de que há diretores que receberam até R$ 30 mil de participação nos lucros", afirma, lembrando que, em posição oposta, alguns funcionários receberam apenas R$ 300.